wholesale nfl jerseys
authentic cheap nfl jerseys

[Resenha/Crítica]: Amnésia

amnesia-poster
Qualquer que seja a definição e sintomas caracterizados pelo transtorno de amnésia, estes claramente não se aplicam à protagonista do novo filme do veterano Barbet Schroeder (O Reverso da Fortuna). A personagem em questão, a sexagenária Martha (Marthe Keller), trata-se de uma alemã refugiada na paradisíaca Ibiza por “tanto tempo para ser chamada de turista”. Os motivos que fizeram esta trocar a Alemanha pós Segunda Guerra pela ilha espanhola tratam-se exatamente pelas ocorrências do evento; as marcas que Martha carrega consigo são suprimidas pela total negação dos elementos de seu país-origem, desde não andar em um Fusca até negar-se a ouvir/falar a língua alemã.

O agente catalisador da trama toma forma no jovem Jo (Max Riemelt, de Sense 8), um aspirante a DJ (também alemão) que busca maiores oportunidades no cenário da música eletrônica de Ibiza – principalmente em uma boate denominada, não por acaso, AMNESIA – do início dos anos 90 (logo após a queda do Muro de Berlim, vale ressaltar). A entrada do personagem em questão na vida de Martha (uma vez que ambos tornam-se vizinhos) provoca uma série de descobertas e abalos na estrutura de pura calmaria adotada pela protagonista, revelando como tamanha tranquilidade exige um certo preço.

Tomado pela verve quasi-romântica, o primeiro ato de Amnésia concentra-se totalmente no desabrochar da relação entre os dois personagens. A primeira meia-hora do filme é marcada pela leveza com que os personagens impulsionam a trama (e seu próprio relacionamento) por meio de pequenos gestos e contatos. E é aí que o ponto máximo do filme ganha sua maior expressão: a atuação de Marthe Keller. Acentuando seus próprios conflitos internos por meio da forma sagaz com que trata, por exemplo, os especuladores imobiliários de sua casa, ou até mesmo na definição em que faz do VW de Jo (um Fusca): “o produto da retomada econômica financiada por Hitler”, mas sem esconder completamente sua angústia.

E são em momentos como este que a presença do jovem músico na trama é justificada; servindo, de certa forma, como contraponto a algumas atitudes de Martha (como denotada pela música eletrônica frente à clássica, ou até mesmo à falta de energia elétrica na casa da protagonista), é este espírito jovial de uma Alemanha em reconstrução que adiciona certo frescor à protagonista (como nas bonitas e simples cenas em que esta dança conforme as batidas eletrônicas do DJ). Ademais, nem personagem nem ator ganham maiores expressões, o que esvazia principalmente a construção de seu relacionamento com Martha; o personagem mais parece uma representação de ideais do que uma real incorporação de sentimentos. Este ainda, devo ressaltar, perde certa força ao se tornar apressado e dar a (correta) impressão de ser lacunoso (ora, em 30 minutos de filme e Jo já aborda Martha de forma mais íntima?!).

Amnésia ainda apresenta problema ao tentar equilibrar certas tramas paralelas e que giram em torno da protagonista: o já supracitado conflito imobiliário, que até o fim da projeção não encontra solução alguma; e também um problema de herança, que deve ser reivindicada por Martha em uma eventual ida ao país alemão (e mesmo que este seja mais uma das formas de representação dos conflitos da protagonista e ganhe, mesmo que não apresentada, solução ao decorrer da trama, suas repetidas aparições no roteiro tornam-se pouco justificáveis em vista do desenvolvimento do próprio e de seus personagens). Até mesmo momentos mais intimistas, tanto de Martha quanto de Jo, são desperdiçados pela má alocação de tais cenas dentro do contexto da narrativa, e ainda prejudicadas pela montagem que as insere de forma solta na trama, conferindo simples sentidos vagos às situações em que os personagens se encontram.

Chegando a seu clímax e contando com uma rápida (e mais que impactante) aparição do veteraníssimo Bruno Ganz, com tons teatrais e como avô de Jo, o final apresenta-se de forma deslocada à construção prévia dos eventos, que levam ao desencadeamento de emoções e revelações incide na trama de forma abrupta, causando mais desconforto ao roteiro do que choque ao espectador.

Ao passo em que a trama se desenvolve, Amnésia justifica seu título ao enveredar-se de forma gradual a uma forte carga crítica e política. Porém não de forma a assumir partido ou qualquer ideologia; sua preocupação maior versa sobre a necessidade não somente de manter ativa a memória e exposição do passado, como também da própria conscientização destes por parte da sociedade (principalmente de sua própria população). A amnésia do título, além de remeter à boate já mencionada, reside também no esclarecimento final do filme, feito pelo avô de Jo. Mesmo que, a princípio, possa ser associado à senilidade, o sentimento de culpa e vergonha é o fator determinante para a supressão de suas lembranças. A amnésia também está presente em Jo, por sua falta de conscientização com os eventos do passado e com o próprio passado de sua família. Não conhecer a própria história é ainda pior que o próprio transtorno que dá titulo ao filme; não conhecer é não saber, é não ter sentido. E ao contrário deste, Martha já sentiu demasiada dor, culpa, vergonha; e sua “amnésia voluntária” em meio à vastidão do mar é o refúgio que ela utiliza para, ao mínimo, amenizar suas dores, mas sem esquecer suas marcas.

Nota do CD:
[Rating: 3/5]

Sinopse:

Ibiza no início dos anos 90. Jo, 20 anos, músico, vem de Berlim e quer ser parte da revolução eletrônica que está começando, trabalhando como DJ no clube Amnesia. Martha vive sozinha, numa casa beira-mar, por quarenta anos. Uma noite, Jo bate à sua porta. A solidão de Martha o intriga e eles se tornam amigos. Enquanto Jo leva a vida no novo mundo da música techno, Martha desafia suas convicções.

Trailer do Filme:

Ficha Técnica:
Título Original: Amnésia
País: Suíça/França
Ano: 2015
Duração: 96 min
Gênero: Drama
Diretor: Barbet Schroeder
Roteirista: Barbet Schroeder, Susan Hoffman, Peter F. Steinbach, Emilie Bickerton
Fotografia: Luciano Tovoli
Montagem: Nelly Quettier
Múscia: DJ Luciano
Produção: Ruth Waldburger, Margaret Menegoz
Elenco: Marthe Keller, Max Riemelt, Bruno Ganz, Corinna Kirchhoff

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Categoria: Arthur Salles, Detalhando, Drama, Em Cartaz, Resenhas de Filmes

Sobre o autor ()

Formando em Direito, adentrou no mundo do Cinema ao descobrir O Poderoso Chefão numa antiga locadora. Ainda nutre uma enorme paixão por videogames, futebol (gremista sofredor) e o que mais o tempo (e paciência) permitir. Curitiba/PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Revealing Vital Elements Of Cheap Nfl Jerseys
Cheap Nfl Jerseys Only Exist In China
The Clay Matthews Retro Alternate Jersey Further My Love From The Nfl
The Origin And Improvement Of Nfl Team - The Arizona Cardinals
Nfl Jerseys Are Not Necessarily For Men
Having Cheap Jerseys A Beneficial Rest With Memory Foam Mattress
Saint Charles County Amateur Sports Hall Of Fame
Revealing Vital Elements Of Cheap Nfl Jerseys
Exert Gradual Influence On Your Own Own Children To Love Football
Scoring With Sports Fundraising
cheap jerseys
wholesale jerseys
cheap nfl jerseys
wholesale jerseys
cheap nba jerseys
wholesale nba jerseys
nba jerseys cheap
cheap jerseys