cheap jerseys| wholesale jerseys| Cheap Jerseys Hot Sale For World Cup| Cheap NFL Jerseys Supply, Wholesale Jerseys China Free Shippi| Cheap authentic jerseys,Wholesale jerseys Quality Cheap Jerseys| Cheap China Jerseys From China Wholesale NFL Jerseys Free Shipping| Wholesale NFL Nike Jerseys Free Shipping For Sale Cheap | cheap jerseys from china:wholesale jerseys free shipping| Cheap China Jerseys From China Wholesale NFL Jerseys Free Shipping| NFL Jerseys China: Authentic Quality Cheap Jerseys

[Resenha/Crítica]: O Bebê de Bridget Jones

Saudosismo e Entretenimento

Ela voltou, mas algumas questões que anteriormente eram preocupações constantes, agora estão bem resolvidas. A prioridade é o filho. Sim, a protagonista retorna para exercer uma papel significativo : ser mãe. Velhos aspectos da personalidade excêntrica de Bridget caem novamente na graça do espectador. O interessante dos filmes anteriores é que já no primeiro longa, O Diário de Bridget Jones, a empatia foi estabelecida, especialmente com o público feminino. Qual mulher não teve um diário como confidente e ficou dividida entre dois amores? Mas o que realmente nos aproxima da protagonista é a sua autenticidade. Quinze anos após conhecermos Bridget, ela está mais confiante, assuntos conflitantes ganham outra dimensão: carreira profissional bem sucedida e a batalha contra o peso vencida – provavelmente porque Renée Zellweger  (Could Mountain) se recusou a ganhar os quilos a mais tão característicos da protagonista – agora, a prioridade vem de forma inesperada, a protagonista será mãe em O Bebê de Bridget Jones.

O longa começa com a famosa cena em que a personagem canta All By My Self, mas logo troca a música para algo mais atual e demonstra ao público que velhos hábitos podem ser modificados, mas que a essência da protagonista continua presente. Bridget decide viajar para um festival pop com a amiga de trabalho e aproveita intensamente o evento. Resultado? Um bebê está a caminho. Somente com um pequeno detalhe que faz toda a diferença: Bridget não sabe quem é o pai. Praticamente na mesma semana de conhecer Jack Qwant no festival, ela tem uma recaída com o antigo amor, Mark Darcy.

Um aspecto que deixou o público saudosista por um longo período pode causar estranheza no retorno da protagonista. Renée exagera e beira o overacting em vários momentos, principalmente nas cenas do festival e quando reencontra Darcy na festa de batizado do filho de Jude. A personagem retoma o equilíbrio a partir do momento em que se dedica a gestação e temos o lado quase infantil e encantador de Bridget. Outra questão que enfraquece a trama é Patrick Dempsey (Invocação do Mal)  que substitui Hugh Grant (A Viagem) como interesse amoroso e rival de Colin Firth (O Discurso do Rei). A química estabelecida nos filmes anteriores entre Firth e Zellweger, já deixa Dempsey em desvantagem. Lógico que escutei de algumas espectadoras no cinema que queriam ter a sorte de Bridget e encontrar alguém como Jack em um festival, mas competir com o talento de Colin, poucos conseguem. O carisma de Daniel Cleaver fez toda a diferença para equilibrar com o jeito mais contido de Darcy. Neste filme, a sensação que se tem é de que Bridget não está dividida ou apaixonada por Jack. Consequência da construção e o tom linear da interpretação de Patrick. O mesmo pode ser dito dos atores que cercam a protagonista no ambiente de trabalho, o público pode sentir falta da interação dos antigos amigos que somente aparecem de relance na história. Personagens ricos que foram esquecidos no passado e poderiam ser resgatados para enriquecer ainda mais a trama.

Vale destacar o excelente trabalho de Emma Thompson (Walt Nos Bastidores de Mary Poppins) que também assina o roteiro. Como ginecologista da protagonista, a atriz transmite uma sutileza no humor em momentos importantes. Emma consegue trazer sarcasmo e leveza para a história. Um tipo diferenciado de tom no humor que equilibra e eleva a química entre as atrizes. Por falar em tom, que saudosismo das caras de Colin Firth ao deparar-se com alguma situação constrangedora de Bridget. O ator deixa transparecer no seu personagem, o mesmo ar de reprovação e surpresa tão caraterístico de Mark Darcy. Se Renée exagerou e saiu do tom com a protagonista, Colin resgata todas as características que fazem seu personagem ser tão marcante por mais de uma década.

O roteiro explora ao máximo a sutileza do humor nas falas de Emma. Os destaques ficam para as cenas em que ela menciona o reality show The X Factor e quando Bridget revela na pizzaria a dúvida quanto à paternidade do filho. O Bebê de Bridget Jones consegue retomar a aura do casal de protagonistas e, principalmente, entreter de forma leve e divertida os espectadores que esperaram tanto tempo pela conclusão das peripécias de Bridget.

Nota do CD:[Rating:2,5/5]

Sinopse: Depois de terminar o relacionamento com Mark Darcy, o final feliz de Bridget Jones não saiu como ela esperava. Com quarenta e poucos anos e solteira novamente, ela decide focar em seu trabalho como produtora em um noticiário se cercando de velhos e novos amigos. Pela primeira vez, Bridget tem tudo sob controle. O que poderia dar errado? Então sua vida amorosa dá uma reviravolta e ela conhece um encantador americano chamado Jack, o pretendente que é tudo o que Mr. Darcy não é. No entanto, ela acaba grávida e sem saber exatamente quem é o pai da criança.

Trailer do Filme:

Ficha Técnica:
Gênero: Comédia
Direção: Sharon Maguire
Roteiro: Dan Mazer, Emma Thompson, Helen Fielding
Elenco: Beattie Edmondson, Brooke Dimmock, Celia Imrie, Colin Firth, Daniel Stisen, Ed Sheeran, Enzo Cilenti, Gemma Jones, James Callis, Jim Broadbent, Joelle Koissi, Lasco Atkins, Laura Checkley, Lee Nicholas Harris, Nick Mohammed, Patrick Dempsey, Renée Zellweger, Sally Phillips, Sarah Solemani, Tom Rosenthal
Produção: Debra Hayward, Eric Fellner, Tim Bevan
Fotografia: Andrew Dunn
Montador: Melanie Oliver

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Categoria: Comédia, Detalhando, Em Cartaz, Estreias da Semana, Resenhas de Filmes

Sobre o autor ()

Comentários (1)

Trackback URL | Comentários de RSS Feed

  1. Caroline disse:

    Afinal, quem é o pai do bebê?? Assisti o filme, mas continuo confusa, alguem me ajuda!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scoring With Sports Fundraising
The Real Meaning To Obtain Discount Nfl Jerseys From China
Professional Practice Make Mlb Players Perfect
The Top 10 Sports Jerseys Of 2010
Nothing Wrong With Logos On Wnba Jerseys
Sports Team Shower Curtains
5 Can't Miss Baseball Gifts For Kids
Cheap Nfl Jerseys Wholesale
How Clay Matthews' Retro Alternate Jersey Boosted My Nfl Interest
New Nike Nfl Jerseys A Hoax
Create Unique Custom Football Jerseys
cheap jerseys
wholesale jerseys
cheap nfl jerseys
wholesale jerseys
cheap nba jerseys
wholesale nba jerseys
nba jerseys cheap
cheap jerseys