cheap jerseys| wholesale jerseys| Cheap Jerseys Hot Sale For World Cup| Cheap NFL Jerseys Supply, Wholesale Jerseys China Free Shippi| Cheap authentic jerseys,Wholesale jerseys Quality Cheap Jerseys| Cheap China Jerseys From China Wholesale NFL Jerseys Free Shipping| Wholesale NFL Nike Jerseys Free Shipping For Sale Cheap | cheap jerseys from china:wholesale jerseys free shipping| Cheap China Jerseys From China Wholesale NFL Jerseys Free Shipping| NFL Jerseys China: Authentic Quality Cheap Jerseys

A Chegada

260x365_1473714870

Somos uma equipe e a comunicação vem em primeiro lugar! Quantas vezes ouvimos isso em palestras motivacionais?…Muitas…Mas uma coisa é fato…Podemos afirmar que o mundo seria um lugar melhor se melhorássemos a nossa capacidade de comunicação. A Chegada, cuja a trama é baseada no livro The Story of Your Life, de Ted Chiang, busca exatamente demonstrar essa linha de raciocínio ao acompanhar a interação de uma especialista em línguas, que tenta desvendar o idioma alienígena e interagir com estes seres, que invadiram a terra em doze pontos diferentes, de diferentes países e regiões.

>> Essa crítica foi escrita para a cobertura do Festival do Rio 2016 e clicando aqui, você confere mais textos!

A Chegada trata todas as situações com muita delicadeza e, acertando, ao investir no simples. Não há aqui, por exemplo, a busca constante de Christopher Nolan em transformar Interestelar em um filme gigantesco, sendo o único deslize da produção, um momento cujo os efeitos especiais, que foram empregados em uma cena específica, sem grande necessidade, e não renderam o resultado esperado, sendo que se não tivessem existido, não fariam a menor diferença. Denis Villeneuve (Os Suspeitos) consegue construir uma trama de suspense sólida, que mantém o espectador tão ansioso por respostas, quanto os personagens envolvidos, seja no descobrimento da aparência física dos visitantes ou na intenção de sua aterrissagem na terra. Mais do que isso, o temor não está somente na atitude que os Heptapods podem vir a tomar contra a raça humana e sim, também, no comportamento dos próprios humanos, quando as diversas raças atingidas, em clima de tensão política ofuscam suas descobertas nas interações com eles e correm o risco de tomar decisões que afetem uns aos outros.

Além de um roteiro cativante, A Chegada conta com aspectos técnicos, que magnificamente executados, conseguem manter no ar toda a atmosfera de tensão necessária para a imersão de quem está assistindo. O trabalho sonoro, posso apostar tranquilamente, será lembra nas premiações desta temporada. A mixagem de som e edição de som é muito marcante, mesclando diversos acontecimentos, ruídos e com alternância de aumentos e reduções de volume para atrair a atenção nos momentos de acontecimentos mais importantes. A trilha sonora é encaixada como numa simbiose com o que está sendo projetado em cena, emocionando nos momentos certos, ou admita…Bastaram quantos minutos para se sentirem conectados com a personagem principal? Não levei nem cinco e apenas com o prólogo já seria capaz de acompanhar os seus passos por horas a fio.

Amy Adams (Trapaça, O Mestre) merece os parabéns pela sua atuação e também pode ser lembrada nas premiações. A atriz é muito competente ao expor todas as sensações vividas por sua personagem, e olhe que não foram poucas, mudando sua forma de agir, de pensar e até mesmo a forma de se movimentar. Seus olhos azuis ditam o foco do momento e transmitem o que está pensando e sentindo. Sabemos quando é medo, quando é coragem e quando nem ela mesmo é capaz de saber o que se passa em sua vida. Se digo acima que me conectei com ela com menos de cinco minutos de projeção, devemos isso ao seu, competente, trabalho. Jeremy Renner (Atração Perigosa, Os Vingadores), também faz um bom trabalho, sendo algumas vezes até o alívio cômico de uma obra dominantemente tensa, porém o ator não consegue grande destaque e é ofuscado em todas as cenas por sua companheira, mas nada que o desmereça.

Sou fã assumido de Denis Villeneuve, o diretor, que apareceu para o mundo com Incêndios cresceu muito nos últimos anos, ganhou espaço em Hollywood e não deve demorar para entrar para um seleto grupo de diretores inesquecíveis. Interessante ao acompanhar toda a sua filmografia é já ser capaz de identificar alguns traços de seu trabalho, como por exemplo a semelhança entre os efeitos utilizados aqui e em O Homem Duplicado, a forma como gosta de valorizar suas protagonista, enaltecendo os trabalhos de Amy Adams neste e Emily Blunt em Sicário – Terra de Ninguém e, também, a capacidade de criar histórias com mil possibilidades de resolução e um clima de tensão impressionante, agraciado com um desfecho de fácil entendimento, mas sem desqualificar a capacidade de seu espectador. Alie todos estes elogios ao fato de estarmos acompanhado tudo na cerimônia de abertura do Festival do Rio (Veja mais na nossa cobertura), não tinha como sair mais satisfeito. Estamos falando de Oscar 2017 senhores! Sentem, esperem e me cobrem…A Chegada aparece nessa lista!

Nota do CD:
[Rating:4.5/5]

Sinopse: Louise, uma linguista especializada, é chamada para decodificar sinais alienígenas deixados por extraterrestres na Terra e descobrir se são ou não de uma ameaça. As respostas, no entanto, podem colocar em risco a vida de Louise e a existência da humanidade.

Trailer do Filme:

Ficha Técnica:
Gênero: Drama
Direção: Denis Villeneuve
Roteiro: Eric Heisserer
Elenco: Abigail Pniowsky, Amy Adams, Anana Rydvald, Andrew Shaver, Forest Whitaker, Jeremy Renner, Joe Cobden, Julia Scarlett Dan, Julian Casey, Larry Day, Leisa Reid, Mark O’Brien, Max Walker, Michael Stuhlbarg, Nathaly Thibault, Pat Kiely, Philippe Hartmann, Russell Yuen, Ruth Chiang, Tzi Ma
Produção: Aaron Ryder, Dan Levine, David Linde, Karen Lunder, Shawn Levy
Fotografia: Bradford Young
Montador: Joe Walker
Trilha Sonora: Jóhann Jóhannsson
Duração: 116 min.
Ano: 2016
País: Estados Unidos
Cor: Colorido
Estreia: 09/02/2016 (Brasil)
Distribuidora: Sony
Estúdio: 21 Laps Entertainment / FilmNation Entertainment / Lava Bear Films

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Categoria: Resenhas de Filmes, Suspense, Tiago Britto

Sobre o autor ()

Comentários (8)

Trackback URL | Comentários de RSS Feed

  1. João vitor disse:

    Qual a função da linguagem

  2. Arthur Doumit disse:

    Ótima critica. Mas fiquei curioso para saber o que impediu o filme de ter sido avaliado com 5 estrelas? Não vi aspectos negativos no texto.

    • Tiago Britto disse:

      Oi Arthur. Segue o trecho: “único deslize da produção, um momento cujo os efeitos especiais, que foram empregados em uma cena específica, sem grande necessidade, e não renderam o resultado esperado, sendo que se não tivessem existido, não fariam a menor diferença.”. Se você viu o filme, vai entender o que eu falei. Assista e volte aqui, infelizmente eu não pude entrar em mais detalhes, para não dar Spoiler. Mas é uma cena MUITO DA MAL FEITA. Lembra efeitos de Power Rangers. 3 minutos apenas, ainda é um filmaço, mas não é perfeito.

      • Fabiano disse:

        Por favor, essa parte negativa é referente ao filme interestelar e não A Chegada.

        • Tiago Britto disse:

          Fabiano. A Cena que ela entra sozinha para falar com os extra terrestres destoa completamente da obra, deixa de ser simplista e foca num efeito especial muito ruim, que me incomodou bastante. O cabelo dela em cena está muito, muito mal feito. É um detalhe bobo de um filme gigante, mas por ele, não dei a nota 10.

          • Mateus disse:

            Tive a impressão de que retratava uma cena aquática…até o alien aparentou vir nadando sei lá,e lembram muito uma Lula gigante.deve ser por isso que retrataram o cabelo esvoaçando

      • Rodrigo disse:

        Creio que sei exatamente a cena qual se refere, já que foi um sentimento coletivo, não entendi o motivo de acontecer aquilo, poderia simplesmente retratar de outra forma. Queria citar o que é, mas teria que dar spoiler, logo do final do filme rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *