cheap jerseys| wholesale jerseys| Cheap Jerseys Hot Sale For World Cup| Cheap NFL Jerseys Supply, Wholesale Jerseys China Free Shippi| Cheap authentic jerseys,Wholesale jerseys Quality Cheap Jerseys| Cheap China Jerseys From China Wholesale NFL Jerseys Free Shipping| Wholesale NFL Nike Jerseys Free Shipping For Sale Cheap | cheap jerseys from china:wholesale jerseys free shipping| Cheap China Jerseys From China Wholesale NFL Jerseys Free Shipping| NFL Jerseys China: Authentic Quality Cheap Jerseys

Julieta

julieta2

O silenciar é preciso, mas o falar é essencial!

As cores dizem muito de um artista e falando em Almodóvar, isto sempre foi um dos pontos fortes em sua carreira, e em seu novo filme, Julieta, as cores estão lá, vibrando como nunca. A cor vermelha tem vários significados e que está associada ao amor, ao poder, à guerra, ao perigo, ao pecado, à força e à coragem, ao espírito revolucionário, e em excesso pode provocar euforia e inquietação, e nunca o vermelho esteve tão presente na obra do cineasta, ele está na grande maioria das cenas, seja por um par de brincos, uma parede, uma fruta, uma camisa ou uma flor, mas ele não está sozinho, o azul está sempre em sua companhia, o azul que é a cor da paz, da confiança, da tranquilidade, da sabedoria, da inteligência e em excesso pode causar depressão, monotonia e sonolência, então nada melhor do que juntar o vermelho com o azul, para haver o equilíbrio, e Julieta precisa disso, busca um equilíbrio que ela não sabe onde foi parar, e o passado que estava tão perto se torna distante, mas não lhe falta amor, coragem, força, inquietação, sabedoria e todas elas misturadas em um único ser.

Julieta mora em Madri e namora Lorenzo, estão de mudança para Portugal, mas ela encontra a melhor amiga da sua filha e decide que não é hora de ir embora e, sim, de rever algumas coisas que foram deixadas pelo caminho, sua única filha, Antía, foi embora sem deixar vestígios, assim ela relembra sua vida desde antes do nascimento de Antía. Há alguns anos que Almodóvar vem trabalhando neste filme, baseado em três contos da Nobel de Literatura Alice Munro, e que o nome da obra seria Silêncio, que foi mudado por causa do filme de Martin Scorsese que seria lançado na mesma época, mas continuou silencioso, com sentimentos sucintos, que diz mais que mil palavras. Em suas palavras, Almodóvar diz que queria “um drama seco, não queria lágrimas” e assim o fez, Julieta é travada, ela tem uma grande parede nos sentimentos, é como se as emoções estivessem presas, lutando para serem extravasadas.

Julieta também marca a volta de dois atores que trabalharam com o diretor, o sempre comedido Dario Grandinetti (Fale com Ela) e Rossy de Palma (Abraços Partidos, Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos) com rosto enigmático e sempre maravilhosa. Já Adriana Ugarte, que faz Julieta mais nova, está em seu primeiro filme de Almodóvar, uma boa atriz, chama a atenção por sua beleza magnética em fases distintas, e a magnífica Emma Suárez, Julieta mais velha, e que também está em seu primeiro filme com o diretor, ela é a força que move a história, e desde a primeira cena já se torna uma interpretação inspirada, sendo uma das melhores do ano.

E num mundo em que as mulheres precisam e lutam para cada vez mais terem voz e ação na sociedade, Almodóvar é um evocador das mulheres, Julieta é um filme com mulheres, sobre mulheres, para todo tipo de público e, talvez, juntamente com Volver e Tudo Sobre Minha Mãe, seja de seus filmes mais “família” que se tenha notícia, em que muitas coisas precisam ser resolvidas, repensadas e vividas e, principalmente, conversadas, aquelas conversas que muito de nós nem percebemos que devem ser faladas, e que vão ficando para trás, mas sempre há tempo de recuar e perceber que existe a necessidade de “colocar os pontos nos is”, pois quando se deixa passar em branco sempre será mais dolorido corrigir coisas que ficaram no passado.

O silenciar é preciso, mas o falar é essencial! Julieta é Almodóvar em um dos seus melhores.

Nota do CD:

[Rating: 4.5/5]

Sinopse:Julieta mora em Madri e namora Lorenzo, estão de mudança para Portugal, mas ela encontra a melhor amiga da sua filha e decide que não é hora de ir embora e, sim, de rever algumas coisas que foram deixadas pelo caminho, sua única filha, Antía, foi embora sem deixar vestígios, assim ela relembra sua vida desde antes do nascimento de Antía.

Trailer do Filme:

Ficha Técnica:
Gênero: Drama
Direção: Pedro Almodóvar
Roteiro: Alice Munro, Pedro Almodóvar
Elenco: Adriana Ugarte, Agustín Almodóvar, Bimba Bosé, Blanca Parés, Daniel Grao, Darío Grandinetti, David Delfín, Elena Benarroch, Emma Suárez, Esther García, Inma Cuesta, Jimena Solano, Joaquín Notario, Jorge Pobes, María Mera, Mariam Bachir, Michelle Jenner, Nathalie Poza, Paqui Horcajo, Pilar Castro, Priscilla Delgado, Ramón Agirre, Ramón Ibarra, Rossy de Palma, Sara Jiménez, Susi Sánchez, Tomás del Estal
Produção: Agustín Almodóvar, Esther García
Fotografia: Jean-Claude Larrieu
Montador: José Salcedo
Trilha Sonora: Alberto Iglesias
Duração: 96 min.
Ano: 2016
País: Espanha
Cor: Preto e Branco
Estreia: 07/07/2016 (Brasil)
Distribuidora: Universal Pictures Brasil
Estúdio: El Deseo S.A.
Classificação: 14 anos

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Categoria: Drama, Resenhas de Filmes, Vavá Pereira

Sobre o autor ()

Um publicitário que ama os filmes desde que nasceu. De Closer a O Senhor dos Anéis, de Uma Linda Mulher a O Poderoso Chefão. Sim, eu amo Julia Roberts! Gosto de quem gosta dos filmes que gosto, mas gosto mais ainda de quem não gosta, pois uma boa discussão não faz mal a ninguém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *