cheap jerseys| wholesale jerseys| Cheap Jerseys Hot Sale For World Cup| Cheap NFL Jerseys Supply, Wholesale Jerseys China Free Shippi| Cheap authentic jerseys,Wholesale jerseys Quality Cheap Jerseys| Cheap China Jerseys From China Wholesale NFL Jerseys Free Shipping| Wholesale NFL Nike Jerseys Free Shipping For Sale Cheap | cheap jerseys from china:wholesale jerseys free shipping| Cheap China Jerseys From China Wholesale NFL Jerseys Free Shipping| NFL Jerseys China: Authentic Quality Cheap Jerseys

[Resenha/Crítica]: Amor & Amizade

 260x365_1470679034

Amor & Amizade chegou aos cinemas brasileiros com a missão de atender, as enormes expectativas, geradas por todos os elogios, que recebeu da crítica especializada pelo mundo afora. O longa começa a impressionar em sua própria história de lançamento e confecção, pois, devido ao teor polêmico do conteúdo, somente após a morte de Jane Austen, que tomou-se o conhecimento de se tratar de mais uma das suas obras. Nem mesmo a autora, conhecida pelo viés feminista, se sentiu confortável de, em pleno o século XVIII, assumir a autoria de Lady Susan perante a sociedade. Algo completamente compreensivo, afinal, em um sociedade extremamente machista, tratar de um tema como adultério, subvertendo o poder ao lado feminino deve ter sido, acreditem, pois ainda é, de uma polêmica, no mínimo, notável. Para que possam ter a noção, especula-se que o texto havia sido escrito em 1794, porém nunca havia sido publicado até 1871.

Em Amor & Amizade somos apresentados a Lady Susan Vernon, recém viúva e fugindo para a casa de seus cunhados, com o intuito de afastar-se um pouco da sociedade londrina e acabar com as fofocas sobre seus casos amorosos. Durante a estadia, na antiga casa de seus sogros, ela percebe que é a hora de encontrar um novo marido para si e, também, um bom partido para sua filha, Frederica, mesmo considerando ser bem difícil achar alguém, que esteja a altura das duas. A partir desse momento, Amor & Amizade se torna um jogo de manipulação pelo qual a protagonista determina as principais características que seu futuro marido deve ter e parte em busca delas, mesmo que tenha que encontrá-las em mais de um homem ao mesmo tempo.

A irônia, que toma conta da obra, é marcante e permite Kate Beckinsale (Anjos da Noite) a brilhar na pele de Lady Susan. A atriz consegue engrandecer todos os momentos brilhantes que os diálogos, ricos em indiretas sociais e com um humor refinado, podem proporcionar. Amor & Amizade não causaria o mesmo efeito se não fosse por ela, com seu jeito contido e recatado, olhar encantador e ao mesmo tempo feroz, sendo fria e calculista. Ela, simplesmente, conseguiu transformar uma personagem dúbia em alguém que somos capazes de admirar e torcer pelo sucesso.

Whit Stillman merece aplausos pelo trabalho de direção, pois teve a capacidade de fazer um filme simples e sem extravagâncias, mas ao mesmo tempo extremamente rico. Todos os aspectos técnicos são importantes para uma transposição e maior imersão do espectador, que se vê totalmente inserido nos cenários de época proposto pelo diretor. A direção de arte, trilha sonora, figurino são todos dignos de elogios e propõe um aspecto teatral. A direção de atores também é notável e todos esses elementos misturados terminam, de alguma forma, transmitindo uma sensação de que estamos vendo algo antigo, mas ao mesmo tempo moderno. Em Amor & Amizade, o poder dos diálogos, a acidez e a frieza como age a protagonista, nunca nos deixa cansados, mas sim querendo mais e mais da produção.

Com esse gancho, agora vou propor uma reflexão interessante… Tudo que Lady Susan queria era um marido para lhe sustentar e propor a vida de luxo e conforto que uma mulher como ela merece. Sei que estamos em um momento de empoderamento feminino, mas…Quantas mulheres ainda pensam como ela? Quantas mulheres vivem da exposição de seu corpo para conseguir encontrar um marido capaz de proporcionar o conforto que cada uma merece? É isso que faz de Amor & Amizade algo tão impressionante, pois, mesmo sendo baseado em um texto de séculos passados, ainda soa bastante moderno. Infelizmente, num mundo em que a luta pelos direitos iguais e a batalha das mulheres é incessante, ainda temos, algumas, que lutam contra a classe e vão pelo caminho mais “simples” e antiguado. Não que Lady Susan seja uma personagem fraca, muito pelo contrário, muito forte para sua época, mas seu modo de pensar, poderia ter ficado no passado e não ficou.

Nota do CD:
[Rating: 4.5/5]

Sinopse: Durante o século XVIII, a bela viúva Lady Susan Vernon foge dos boatos sobre seus casos amorosos, indo morar na fazenda dos antigos sogros. Então, ela reflete sobre a vida e decide arranjar um novo marido para ela e sua filha, Frederica.

Trailer do Filme:

Ficha Técnica:
Título Original: Love & Friendship
Título Brasil: Amor & Amizade
Gênero: Drama
Direção: Whit Stillman
Roteiro: Jane Austen, Whit Stillman
Elenco: Chloë Sevigny, Conor Lambert, Conor MacNeill, Emma Greenwell, Frank Melia, Frank Prendergast, James Fleet, Jemma Redgrave, Jenn Murray, Jordan Waller, Justin Edwards, Kate Beckinsale, Kelly Campbell, Lochlann O’Mearáin, Morfydd Clark, Ross Mac Mahon, Sophie Radermacher, Stephen Fry, Tom Bennett, Xavier Samuel
Produção: Katie Holly, Lauranne Bourrachot, Whit Stillman
Fotografia: Richard Van Oosterhout
Montador: Sophie Corra
Trilha Sonora: Benjamin Esdraffo
Duração: 92 min.
Ano: 2016
País: Estados Unidos / França / Holanda / Irlanda
Cor: Colorido
Estreia: 11/08/2016 (Brasil)
Distribuidora: Califórnia Filmes
Estúdio: Amazon Studios / Blinder Films / Chic Films / Revolver Amsterdam / Westerly Films
Classificação: 10 anos

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Categoria: Detalhando, Em Cartaz, Resenhas de Filmes, Tiago Britto

Sobre o autor ()

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *