wholesale nfl jerseys
authentic cheap nfl jerseys

Crítica: 007 O Amanhã Nunca Morre (007 Tomorrow Never Dies)

Pierce Brosman teve um começo arrasador como 007 e se mostrou um grande interprete do personagem, mas, Infelizmente, seu debute foi o seu único filme realmente interessante na franquia. O segundo longa sob seu comando ainda é uma boa diversão, mas já se apresenta bem inferior ao seu antecessor, principalmente pelo fato do diretor não ter conseguido manter o mesmo pulso de Martin Campbell na direção.
Nesta décima oitava produção Bond precisa investigar o magnata da mídia Elliot Carver, que supostamente está manipulando notícias dos principais jornais de sua agência para gerar um conflito entre a Inglaterra e a China. Ainda não estão claros os objetivos de Crave, mas para a investigação ele terá a ajuda de Wai Lin, uma agente especial chinesa.
Apesar de dizer na introdução que 007 Contra Goldeneye é o único filme marcante de Pierce Brosman, não podemos considerar esta uma película ruim. A grande verdade é que, como já comentado anteriormente, a necessidade de manter o personagem vivo era tanta que os produtores decidiram se colocar em uma zona segura e arriscar muito pouco. A maior prova disso é o desenvolvimento do personagem Elliot Craver, que é muito bem interpretado por Jonatram Pryce, que deixou a sensação de que ainda estava faltando algo para ele convencer ou se tornar memorável.
O diretor Roger Spottiswoode se esforça bastante, mas não conseguiu ofuscar a presença de um roteiro picotado e que deixa diversos questionamentos no ar. O Esforço do diretor é recompensado na cena da perseguição em que Bond e Wai Lin estão algemados e precisam fazer alguns movimentos de corpo para conseguiram controlar a moto em que estão. De resto aquela sensação de que já vimos tudo que esta em cena segue em nosso pensamento o tempo todo.
Na soma de todos os acontecimentos é possível dizer que estamos diante de um filme que deixou de ser de espionagem para se tornar um filme pipoca de ação. É possível se divertir, mas para se conectar de fato com a produção é preciso deixar de lado um roteiro raso e a sensação de Deja vu, que é constante. É acima da média, mas não chega ser Bom.

Categoria: Ação, Especial James Bond, Legal, Resenhas de Filmes, Tiago Britto

Sobre o autor ()

Comentários (2)

Trackback URL | Comentários de RSS Feed

  1. Gabriel Trentin disse:

    A cena de abertura é uma das melhores que já vi, CLARO com as extremas explosoes da ERA BROSNAN…

    A cena do carro movido por controle remoto é inesquecivel…

    Só gosto mais mesmo de GOLDENEYE.

  2. Bem, eu gosto mais de “Tomorrow Never Dies” do que do anterior. Acho até que Brosnan está mais à vontade aqui.Inté!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Having Cheap Jerseys A Beneficial Rest With Memory Foam Mattress
Saint Charles County Amateur Sports Hall Of Fame
Revealing Vital Elements Of Cheap Nfl Jerseys
Exert Gradual Influence On Your Own Own Children To Love Football
Scoring With Sports Fundraising
Sports Memorabilia For Football And Baseball Fans
Ideas For Party Theme - 4 Quick Party Themes
Super Bowl Party Recipe Favorites For Manyof Ages
Final Tcu Football Game At Amon G. Carter Stadium Particular To Be Special
Tour De France Jerseys
cheap jerseys
wholesale jerseys
cheap nfl jerseys
wholesale jerseys
cheap nba jerseys
wholesale nba jerseys
nba jerseys cheap
cheap jerseys