wholesale nfl jerseys
authentic cheap nfl jerseys

Crítica: 007 Contra a Chantagem Atômica (Thunderball)

O quarto filme da franquia marca a volta do diretor Terence Young, que não esteve presente na direção do longa “007 contra Goldfinger”. A essa altura Bond já era um personagem maturado do cinema, afinal o espaço de tempo foi curto, mas tínhamos três longas apresentados. É exatamente por este motivo que a cada ano que se passava era preciso fazer algo mais grandioso para continuar atraindo a atenção dos espectadores. A palavra grandioso é o que pode resumir esse filme, pois ouvimos o chefe da  S.P.E.C.T.R.E. dizer que este seria o maior plano implementado pelo grupo e de fato é o mais interessante. Outra vertente são os efeitos especiais que continuariam melhorando nas produções e que foram reconhecidos pelo prêmio do Oscar de sua categoria.  O destaque fica para as cenas na água que são impressionantes para as possibilidades da época e por terem sido feitas em alto mar, ao invés das piscinas, em estúdios, utilizadas hoje em dia.

A sequência de abertura é interessante, divertida e exagerada, mas já mostrava exatamente o rumo que as coisas iriam tomar. O primeiro que o viés cômico ganharia mais um pouco de força, principalmente pelo vilão do evento ser um homem travestido e segundo que alguns efeitos seriam colocados sem motivo aparente. Bond usa uma mochila a jato para escapar dos bandidos, mas da forma que a coisa foi conduzida parece ter sido utilizado apenas para mostrar o avanço técnico, pois o tempo que os capangas percorreram em solo foi praticamente o mesmo que ele e a distância de vantagem ganha fora muito pouca. Como é de se supor, o agente escapa, mas é enviado à uma clínica de tratamento para se curar dos ferimentos. Meio que sem querer ele cai em mais um caso, pois os envolvidos, no sequestro do jato militar, estavam realizando a fase 1 do plano no hospital. O plano da S.P.E.C.T.R.E. desta vez consiste no roubo de ogivas nucleares, que serviriam para chantagear o gordo Britânica e Americano. Foi desta situação que os tradutores transformaram o nome original “Thunderball” em “007 Contra a Chantagem Atômica”.

Os clichês do personagem estão garantidos e continuamos vendo sua lábia, charme ao conquistar as mulheres e seus gadgets interessantes.Os vilões continuam com excentricidades marcantes, e Emilio Largo, o bandido da vez, usa um tapa olho e possui em sua casa um tanque com tubarões. Sean Connery tem aqui o que pode ser considerado sua grande atuação. Não necessariamente pelo o que vamos em cena, mas pelos riscos que ele teve de passar para entregar o trabalho. Ele realmente nadou em um tanque com tubarões e por algumas vezes foi retirado as pressas para evitar um ataque. Outros momentos precisou prender a respiração para fazer de conta que estava usando um tubo especial dado pelo agente Q. Tirando ele não há uma grande atuação de destaque. A Bondgirl do momento não serve para praticamente nada além de par romântico e o vilão tinha um problemão nas mãos, após terem apresentado o grande Auric Goldfinger em seu antecessor. O que fez com que parecesse menos tenebroso e menos assustador.

As cenas na água são realmente emblemáticas. Elas funcionam muito bem e são muito bem feitas, coreografadas e executadas para a época em que foram realizadas. A questão que exatamente por terem dado tanto trabalho, o diretor resolveu aproveitar o máximo possível dela e por muitas vezes tornou a produção um pouco monótona. O agente secreto a cada oportunidade que tem se joga no mar e a batalha final, muito bem executada e linda de se apreciar, possui pelo menos 25 minutos e deixa o espectador bem impaciente. Não que estejamos falando de algo forçado, pois desta vez capricharam no roteiro, criando bons argumentos e explicando tudo, com boas ideias.

Mesmo com muitos elogios e algo mais concreto, não posso dizer que o quarto filme seja melhor que o segundo e o terceiro filme. Posso dizer que seja uma continuação digna e que serviu como uma guinada para o caminho do Bond que conheci ao conferi-lo pela primeira vez, na pele de Pierce Brosman, em 007 Contra Goldeneye. Efeitos, ação emoção e mentiras…muitas mentiras.

Que Ver mais críticas de 007?Vá para a Página do Especial


Trailer do Filme:

Categoria: Ação, Especial James Bond, Resenhas de Filmes, Tiago Britto

Sobre o autor ()

Comentários (1)

Trackback URL | Comentários de RSS Feed

  1. Hugo disse:

    É um dos filmes mais legais e foi refilmado extraoficialmente em “Nunca Mais Outra Vez”, que por sinal é inferior.

    Como curiosidade, o vilão foi interpretado pelo italiano Adolfo Celi, que na década de cinquenta trabalhou no Brasil como diretor na extinta companhia Vera Cruz.

    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Holiday Gift Guide For Football Fanatics
Nhl Jerseys Attach More Importance In People's Life
6 Fascinating Stories Behind The Names Of Six Nfl Teams
Hockey A Sport Deserves Your Effort
Three Cool Baseball Gears That You Will Need Have
Top Selling Nfl Jerseys
Types Of Basketball Jerseys
How Soon Will Sponsorship Logos Displayed On Nfl Nhl Jerseys?
Nothing Wrong With Logos On Wnba Jerseys
Why Definitely Collect Hockey Jerseys
cheap jerseys
wholesale jerseys
cheap nfl jerseys
wholesale jerseys
cheap nba jerseys
wholesale nba jerseys
nba jerseys cheap
cheap jerseys