cheap jerseys| wholesale jerseys| Cheap Jerseys Hot Sale For World Cup| Cheap NFL Jerseys Supply, Wholesale Jerseys China Free Shippi| Cheap authentic jerseys,Wholesale jerseys Quality Cheap Jerseys| Cheap China Jerseys From China Wholesale NFL Jerseys Free Shipping| Wholesale NFL Nike Jerseys Free Shipping For Sale Cheap | cheap jerseys from china:wholesale jerseys free shipping| Cheap China Jerseys From China Wholesale NFL Jerseys Free Shipping| NFL Jerseys China: Authentic Quality Cheap Jerseys

Crítica: Breaking Bad Primeira e Segunda Temporada

Breaking Bad é uma série do canal AMC, mesmo de Mad Men e do futuro Walking Dead, estrelado com um brilhantismo sem igual pelo ator Bryan Cranston.  Eu, de fato, não conhecida a série, mas sempre atentos as premiações do Emmy, notei que ela sempre concorria e ganhava prêmios inclusive de melhor ator para Cranston.  Pronto, eu havia me compremetido a assistir a mais uma série.  E ainda bem que o fiz.
Este primeiro ano tem somente sete episódios, que conta como um professor de química Walter White, passa de um pacato pai de família a vendedor de “cristal meth” da região junto com seu parceiro chamado Jesse Pinkman (Aaron Paul, excelente no papel). O roteiro da série é muito caprichado, a gente vê pouco a pouco o desenvolvimento de Walter, um apático professor, que descobre que está com Cancer de Pulmão e tem pouco tempo de vida.  Para dar suprir mais dinheiro para família, especialmente agora que sua esposa Skyler está grávida, ele numa batida policial com o cunhado que é agente do DEA (Dean Norris) reconhece o velho aluno Jesse que foge do local sem ser preso.  Depois disso, Walter o aborda em sua casa se oferecendo para fazer metanfetaminas e ele seria o intermediário.  Claro, que esta dupla encara situações grotescas nestes sete episódios, onde Walter tem que lutar contra a doença que avança, decidir se irá tratar a mesma, o que leva a uma das melhores cenas da série; enfrentar os traficantes da região.  Tudo com o grande desempenho deste ator Bryan Cranston que em sete episódios conseguiu transformar Breaking Bad em uma das minhas séries favoritas.  Realmente imperdível.  Nota 10.

Breaking Bad Segunda Temporada


Breaking Bad continua em sua segunda temporada com os excelentes episódios a que ficamos acostumados no primeiro ano da série.  Esta temporada inicia exatamente no final da anterior onde Walt, na sua persona de vendedor de drogas Heisenberg e Jesse se encontram com o instável e paranóico Tuco, que vem comprando as drogas dos dois.  


Tuco é um sujeito volátil e prestes a explodir a qualquer instante tanto que mata seu comparsa somente pelo fato dele não ter gostado do que ele falou. Apesar de amendrontados, Walt e Jesse mantém os negócios com Tuco, porém um dos associados do criminoso morre num acidente idiota ao tentar se livrar do corpo do indivíduo que seu chefe matara.  Assim, o DEA, sob a liderança de Hank, cunhado de Walt liga o crime a Tuco e começa a persegui-lo.

Enlouquecido, Tuco rapta Jesse e Walt e os leva para o México numa situação extremamente bizarra.  Hank consegue seguir as pistas e localizar o bandido, matando-o.  Felizmente, Pinkman e White já tinham conseguido fugir, sem que Hank os visse. 


A vida pessoal de Walt é sempre abordada com uma eficiência impressionante.  Com o evento com Tuco, ele ficara desaparecido por dias e é natural que sua esposa Skyler suspeite de algo.  Walt é um sujeito reservado e não pode revelar suas atividades criminosas a parceira, então o casamento deles fica abalado durante um tempo, mesmo com as desculpas dele.  A personagem de Skyler decola neste ano, pois além de lidar com as mentiras patológicas do marido, pois descobrira que ele nunca recebeu a ajuda monetária de seus amigos ricos como havia dito, resolve então voltar a trabalhar mesmo no final da gestação, conseguindo um emprego antigo.

Jesse Pinkman é expulso de sua antiga casa, ainda mais depois que seus pais, donos da propriedade viram que o filho transformaram o local.  Jesse depois de viver no trailer-laboratório da dupla, passa por um momento conturbado, mas a medida que ele volta a trabalhar com Walt e eles estabelecem o nome Heisenberg na região e aumentam e organizam sua operação, ele aluga um pequeno apartamento, e passa até a ter um relacionamento amoroso com a jovem síndica do local, chamada Jane. Com o tempo, os dois se afundam nas drogas, tendo finais trágicos nos episódios finais da temporada.


Walt finalmente mostra uma melhora e remissão do Tumor pulmonar após a quimioterapia.  A sua reação de raiva, que ele esconde da família é interessante, afinal todo o esforço e os perigos que se submetera havia sido teoricamente porque ele sabia que ia morrer eventualmente e desejava prover um futuro para a mesma.  Como lidar agora que tem novamente a chance de viver com o seu passado criminoso.  Assumir o seu lado Heisenberg que é conhecido e temido no território que criou na cidade ou largar o crime. 

Mas, logo os médicos dizem a Walt que ele necessita de 200 mil dólares para realizar uma lobectomia (por que não falaram na outra consulta desta possibilidade?) e então de novo Walt se obriga a tentar vender o que restou da droga o que dará uma boa quantia em dinheiro perto de um milhão de doláres.  Jesse e Walt se associam a um advogado trambiqueiro chamado Saul, que fica de intermediário entre um receptor mais consciente que o louco Tuco , e encarregado de limpar o dinheiro da dupla.

Sua esposa Skyler tem sua filha nesta temporada, Walt perde o nascimento da mesma para realizar a entrega das drogas ao seu novo receptor, já que Jesse consumido pelo uso de drogas está impossibilitado de o ajudar.  Walt tenta ajudar o colega,e eventualmente o interna na reabilitação. 


O final da temporada não é tão eletrizante que nem o da primeira temporada, mas é a soma de todas as mentiras que Walter White vinha fazendo durante os últimos dois anos.  Skyler resolve abandoná-lo, logo após ele estar pronto para viver normalmente após a cirurgia toráccica a que se submetera para retirar o tumor e ganhar bons anos de vida.  Sua esposa finalmente desconfiou da duplicidade do marido, quando ao ela perguntou se ele tinha trazido o celular enquanto ele estava sob efeito parcial da anestesia antes da processo cirúrgico, ele a questionou “Qual deles”.  Ela conta a ele que passou a pensar em traição,e foi confrontar uma possível amante, procurou a mãe dele, que foi seu álibi em vários desaparecimentos, mas ela nem sabia que ele estava com câncer, e enfim procurou o casal de amigos ricos para saber mais informações e eles dizeram que nunca pagaram pelo tratamento quimioterápico de Walter.  Skyler, então finalmente estava segura que seu marido é um mentiroso e tem um grande segredo que ela não quer nem ouvir depois de meses de enganação.  O casamento de ambos estava terminado.

Breaking Bad realmete é uma série surpreendente, talvez um dos melhores dramas da atualidade junto com Mad Men.  Roteiro e elenco primoroso, com bom senso para contar uma história de temas moralmente contraditórios, que é a venda de drogas,a própria drogadição e a destruição que faz a uma família, o difícil estágio de quem tem que enfrentar uma doença potencialmente terminal.  É um seriado para ser assistido por pessoas maduras que conseguem compreender o que os roteiristas querem trazer para o expectador que é simplesmente a reflexão sobre estas sensíveis questões.  Ás vezes usam o humor negro, para aliviar a tensão do tema e às vezes usam cenas chocantes para mostrar um ponto de vista.  Bryan Cranston como Walter White é simplesmente brilhante, sua interpretação é magnética. Quando está em cena domina com facilidade e transmite toda a frustração, ansiedade e intensidade do personagem.  Para a Iniciativa, vem sendo um dos melhores seriados que vem acompanhando.  Não deixem de acompanhá-la, se gostarem de um bom drama.


Texto de Master Sidious – Blog Iniciativa Global

Categoria: Box-Colunas, Resenhas de Seriados

Sobre o autor ()

Comentários (2)

Trackback URL | Comentários de RSS Feed

  1. Anonymous disse:

    Sem pieguices e com desenvolvimento de personagens exemplar, Breaking Bad é uma série ótima. Surpreendente como conseguiu transformar um pai de família completamente certinho em um vilão criminoso,que aos poucos vai fazendo coisas cada vez mais amorais. O seriado explora bem o tema “o fim justifica os meios”.

  2. renatocinema disse:

    Breaking Bad me animou. Seu resumo sobre a série é na linha do que eu gosto em seriado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *