Se Vavá Indica, Vá!

UM SANTO VIZINHO / ENTRE ABELHAS / À PROCURA DO AMOR
Nas indicações da semana teremos 3 filmes que mesclam o riso com o drama. 3 filmes que fazem pensar, pensar e pensar. 3 filmes que têm muito pra contar depois dos créditos finais. Veja e tire suas conclusões. É muito amor!

Filme: UM SANTO VIZINHO

Direção: Theodore Melfi /2014

Onde ver: DVD/ON DEMAND

Muito da beleza do filme se deve a química dos atores Bill Murray e Jaeden Lieberher, que transmitem toda a verdade em seus respectivos papéis.
Duas coadjuvantes chamam a atenção no filme, a primeira é Naomi Watts, que tem se especializado em papéis mais sisudos, dramáticos e, aqui, faz uma prostituta super descolada, em certos momentos, bem leve, linda de se ver; a segunda é Melissa McCarthy, que costuma fazer a gorda engraçada e escatológica, mudando de área totalmente, entrega uma personagem realista, não lembrando de seus outros papéis exagerados ou fora de controle, mostrando que pode ser uma ótima atriz, o único senão é que as duas deveriam ter mais tempo no filme.
Um Santo Vizinho é uma trama original, sem clichês? Claro que não, mas e daí? Um filme sem grandes pretensões, em que o mais importante é o que sentimos quando o vemos, pois em vários momentos nos pegamos em estado de emoção pura, você ri e chora, sente pena e tem vontade de acompanhá-los, fazendo com que as suas estórias fiquem ao nosso lado.

Filme: ENTRE ABELHAS

Direção: Ian SBF /2015

Onde ver: DVD/ON DEMAND

Em Entre Abelhas, Porchat é Bruno, um editor de pequenos filmes que está se separando de sua mulher e vai morar com sua mãe e de repente começa a perceber que as pessoas estão sumindo na sua frente. É um motorista de taxi que some sem deixar vestígios, são os amigos que estão sumindo da fotografia, é um garçom que ele não vê. Preocupado, ele procura a ajuda de um psiquiatra para tentar entender esse mal que o está consumindo.

O filme é dirigido por Ian SBF, também diretor dos vídeos do Porta dos Fundos. Fábio Porchat é o grande achado do filme. Com delicadeza ele vai colocando camadas ao personagem, cada momento ficamos com mais tensão e agonia pela sua pessoa. Faz um homem triste, melancólico e deprê e, nós só podemos sentir pena e pensar até aonde ele vai chegar. Irene Ravache está uma maravilha, ela e Luis Lobianco são os respiros para podermos dar uma pequena relaxada na “tragédia” que Beto está vivendo. Entre Abelhas me remeteu a outros filmes, como Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças, Ensaio Sobre a Cegueira, Dirigindo no Escuro e até Pequena Miss Sunshine, com bela e suave trilha sonora, e isso só faz bem.

Pobre Bruno, o que está acontecendo com ele, por que as pessoas estão sumindo? De repente, o que está acontecendo com ele é o que estamos vivendo no mundo atual, onde pessoas não enxergam as outras, onde vivemos mais com o celular e, com as redes sociais, do que com pessoas de carne e osso. Estamos acompanhados, mas estamos sozinhos. As relações ficando cada vez mais efêmeras e sem aprofundamentos. Por isso o filme se faz tão necessário e urgente em nossos dias. Muitas pessoas podem acreditar que vão ver uma comédia escrachada e podem se assustar com o que verão. Entre Abelhas não é comédia, é drama e pronto, mas isso não quer dizer que você não vá rir também (e chorar). Vá de peito aberto para vivenciar uma história diferente e muito boa. E que os bons ventos do roteiro brilhante invadam cada vez mais o nosso cinema nacional.

Filme: À PROCURA DO AMOR

Direção: Nicole Holofcener /2013

Onde ver: DVD/ON DEMAND

A história de uma massagista que vive com a filha adolescente. Um dia encontra um homem desquitado e começam a namorar. Sua cliente é ex-mulher dele. Esse filme é uma das coisas mais singelas que o ator James Gandolfini fez. Sua presença é doce e terna num corpão de homem que está à procura do amor, mas não está desesperado para isso. Suavidade é o seu nome. Julia Louis-Dreyfus é a dúvida em pessoa. Ela faz burrada e sabe que fez. Mas é apaixonada. Eles sabem que não têm muito tempo a perder, principalmente por causa de traumas de um passado recente. À Procura do Amor é filme que sempre nos pegaremos pensando nele. E James Gandolfini faz grande falta.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Categoria: Box-Colunas, Comédia, Drama, Nacional, Vavá Pereira

Sobre o autor ()

Um publicitário que ama os filmes desde que nasceu. De Closer a O Senhor dos Anéis, de Uma Linda Mulher a O Poderoso Chefão. Sim, eu amo Julia Roberts! Gosto de quem gosta dos filmes que gosto, mas gosto mais ainda de quem não gosta, pois uma boa discussão não faz mal a ninguém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *