cheap jerseys| wholesale jerseys| Cheap Jerseys Hot Sale For World Cup| Cheap NFL Jerseys Supply, Wholesale Jerseys China Free Shippi| Cheap authentic jerseys,Wholesale jerseys Quality Cheap Jerseys| Cheap China Jerseys From China Wholesale NFL Jerseys Free Shipping| Wholesale NFL Nike Jerseys Free Shipping For Sale Cheap | cheap jerseys from china:wholesale jerseys free shipping| Cheap China Jerseys From China Wholesale NFL Jerseys Free Shipping| NFL Jerseys China: Authentic Quality Cheap Jerseys

[Resenha/Crítica]: Invocação do Mal 2

invocacao

Um filme de terror acima da média.

O gênero terror continua bombando em todo o mundo, provando que o grande público adora sair de casa pra sentir uns medos de vez em quando, ele é o terceiro no ranking que mais arrecada mundialmente, só perdendo para os filmes de aventura e os de ação, sendo assim se produz muito filme de gosto duvidoso (mas que a grande maioria do público adora) e de vez em quando aparecem umas preciosidades como A Bruxa (2015) e Corrente do Mal (2014), que são filmes de terror com roteiro inteligente, onde o terror perpassa em todos os momentos, mas que não tem a gratuidade da ação e nem tudo tem um porquê (e grande parte do público não gosta, não entende e não quer saber) e o primeiro Invocação do Mal (2013) conseguiu entregar uma história que aliou roteiro inteligente com bons sustos e grande bilheteria no mundo todo, então temos a segunda parte, e que continua eficiente, sendo acima da média das muitas baboseiras que estreiam todos os dias.

invocacaA história de Invocação do Mal 2 é praticamente igual a do primeiro, uma família, mãe e quatro filhos, estão sendo atacados por espíritos malignos, a mãe já não sabe o que fazer com a casa mal assombrada ao qual estão vivendo, um padre pede a ajuda dos demonologistas Ed e Lorraine Warren para investigar o caso e, se possível, expulsar os demônios (ou fantasmas) que atormentam a família. E uma das melhores coisas desta franquia é que “o mal” é visto e sentido por quase todo o elenco, não fazendo ninguém de mentiroso ou inventivo demais, aqui todos veem as cadeiras se movendo, os barulhos sinistros e os corpos sendo jogados para todos os lados, o mal é palpável, criando uma aura do medo constante.

Mas não temos só o medo, temos momentos ternos e serenos, momentos com músicas de Elvis Presley e Bee Gees, cenas que, por breve momento, não nos lembramos do terror que estamos sendo acometidos, uma pena que o restante da “trilha do medo” seja tão repetitiva e, muitas vezes, exaustiva.

O elenco está muito bem, o casal de investigadores vividos por Vera Farmiga (O Juiz, Invocação do Mal) e Patrick Wilson (Invocação do Mal) repetem os seus papéis do primeiro filme, e estão em plena sintonia e com ótima química e que nos ajudam a acreditar em tudo o que está acontecendo; as crianças são ótimos atores também, com um crédito maior para a pequena Madison Wolfe que tem maior arco dramático e com a história totalmente sua, a garota é um ótimo achado, mesclando tristeza, falta de entendimento e possessão e sempre com muita sutileza, e ainda tem uma pequena participação de Franka Potente, de Corra, Lola, Corra.

A direção continua sendo do malaio James Wan (Velozes e Furiosos 7) que é ótimo em entregar momentos de tensão, medo e terror, a sua câmera passeia pelos momentos e, certos momentos, são lindos, delicados e assustadores de verdade e se não fosse aquele 1% vagabundo (clichês, música do medo, e final meio que “fraquinho” e sem coragem) Invocação do Mal 2 poderia ser um dos grandes filmes de terror do ano, é bem menor que o primeiro, mas mesmo assim ainda é um bom filme, com história bem contada e que vale o ingresso pago. Tenham bons sustos!

Nota do CD:

[Rating:3.5/5]

Sinopse:Uma família, mãe e quatro filhos, estão sendo atacados por espíritos malignos, a mãe já não sabe o que fazer com a casa mal assombrada ao qual estão vivendo, um padre pede a ajuda dos demonologistas Ed e Lorraine Warren para investigar o caso e, se possível, expulsar os demônios (ou fantasmas) que atormentam a família.

Trailer do Filme:

Ficha Técnica:
Gênero: Terror
Direção: James Wan
Roteiro: Carey Hayes, Chad Hayes, James Wan
Elenco: Abhi Sinha, Adrien Ryans, Alexa Najera, Frances O’Connor, Javier Botet, Jennifer Collins, Madison Wolfe, Maria Doyle Kennedy, Nancy DeMars, Patrick Wilson, Robin Atkin Downes, Shannon Kook, Simon Delaney, Simon McBurney, Sterling Jerins, Steve Coulter, Vera Farmiga
Produção: James Wan, Peter Safran, Rob Cowan
Fotografia: Don Burgess
Montador: Kirk M. Morri
Trilha Sonora: Joseph Bishara
Duração: 133 min.
Ano: 2016
País: Estados Unidos
Cor: Colorido
Estreia: 09/06/2016 (Brasil)
Distribuidora: Warner Bros.
Estúdio: Evergreen Media Group / New Line Cinema / Safran Company
Classificação: 14 anos

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Categoria: Detalhando, Resenhas de Filmes, Suspense, Terror, Vavá Pereira

Sobre o autor ()

Um publicitário que ama os filmes desde que nasceu. De Closer a O Senhor dos Anéis, de Uma Linda Mulher a O Poderoso Chefão. Sim, eu amo Julia Roberts! Gosto de quem gosta dos filmes que gosto, mas gosto mais ainda de quem não gosta, pois uma boa discussão não faz mal a ninguém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *