The Five – Minissérie

the_five_tv_series-737400123-large

Harlan Coben é um fenômeno editorial relativamente recente, se levarmos em conta que seu romance Não Conte a Ninguém, publicado em 2001, foi o carro-chefe para o sucesso dos seus livros. E todos nós sabemos que “fenômenos editoriais recentes” são sinônimo de “produções cinematográficas rentáveis”, a exemplo de casos como: J. K. Dan Brown (O Código da Vinci, Anjos e Demônios, Inferno…), Nicholas Sparks (Diário de Uma Paixão, Querido John, Um Amor Para Recordar…) e Rowling (Harry Potter ad infinitum), cujas obras rendem certeiras adaptações para as telonas. Apesar de apenas aquela obra de Coben ter ganhado vida nas telas, até agora, o próprio autor se responsabilizou em escrever uma história original para The Five, minissérie britânica que estreou em abril desse ano pelo Sky1.

São 10 episódios cujo foco é um grupo amigos que foram afetados pelo desaparecimento de Jesse Wells (Alfie e Harry Bloor) –  cinco anos de idade e irmão mais novo de um deles -, enquanto brincavam numa floresta próximo às suas casas. Dado como morto, com um assassino confesso já cumprindo pena, seu DNA reaparece vinte anos depois, na cena de um crime de assassinato, fazendo com que as memórias e alguns segredos bem guardados por eles ressurjam, para montar um quebra-cabeça que pode desvendar o paradeiro de Jesse.

Ao longo dos capítulos vamos percebendo o grau de envolvimento das personagens no sumiço do garoto, irmão de  Mark Wells, interpretado por Tom Cullen (Downton Abbey, Weekend). Seus pais se separaram pouco depois do fatídico incidente e ele ainda guarda em sua memória uma certa responsabilidade pelo ocorrido.

O passado vem assombrar as memórias de Mark e seus amigos com um assassinato, investigado por um deles, o detetive  Danny Kenwood (O.T. Fagbenle, da série Looking). Coincidentemente, ele é um dos melhores amigos de Mark, e fará de tudo para solucionar o caso. Além de Mark e Danny, também fazem parte deste grupo de amigos: Dra. Pru Carew, interpretada por Sarah Solemani (Sra. Henderson Apresenta, Hector), ex-namorada de Mark, que abandonou a cidade, conquistou uma carreira brilhante, uma linda filha, o marido perfeito, mas não se sente plenamente feliz com sua vida;  Slade Fletcher, interpretado por Lee Ingleby (Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, Mestre dos Mares) criador de uma ONG que ajuda desabrigados e desprotegidos, sua benevolência contrasta bastante com seu jeito de ser explosivo e com seu comportamento extremamente suspeito; e o próprio Jesse, cujo hiato de tantos anos ausente é quebrado por uma pista confusa e impensável.

Apesar do clima de mistério e de Coben se esforçar para rechear sua trama com surpresas e plots twists, The Five sofre de uma carência absurda de solidez. O mistério do aparecimento do DNA de Jesse no assassinato que o detetive Danny investiga recebe maior atenção, mas em paralelo a isso várias ocorrências surgem e se misturam, e esse é um dos pontos em que o roteiro e a direção se perdem. A trama carece de uma complexidade convincente do texto (roteiro de Danny Brocklehurst), que por sua vez carece de uma direção segura (Mark Tonderai, de A Última Casa da Rua, assumiu essa função), através da qual o espectador não se sinta subestimado com um cem número de coincidências e aleatoriedades. Os personagens muitas vezes nos confundem com ações/reações inadequadas e que não se explicam, muitos secundários são extremamente desnecessários à trama.

Os episódios trazem aquele crescendo necessário que intriga e estimula nossa curiosidade, nos faz juntar as peças ao passo que também tenta nos despistar da verdade. Entretanto, apesar do enredo tentar (e, de certa forma, até conseguir) surpreender nos episódios finais, o desfecho da minissérie nos dá aquela sensação de que faltou muito para deixar realmente o impacto que pretendia causar, sem parecer apenas mais um best seller passageiro e esquecível.

Nota do CD:
★★½☆☆

Trailer da Série:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Categoria: Resenhas de Seriados, Teco Sodré

Sobre o autor ()

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *