cheap jerseys| wholesale jerseys| Cheap Jerseys Hot Sale For World Cup| Cheap NFL Jerseys Supply, Wholesale Jerseys China Free Shippi| Cheap authentic jerseys,Wholesale jerseys Quality Cheap Jerseys| Cheap China Jerseys From China Wholesale NFL Jerseys Free Shipping| Wholesale NFL Nike Jerseys Free Shipping For Sale Cheap | cheap jerseys from china:wholesale jerseys free shipping| Cheap China Jerseys From China Wholesale NFL Jerseys Free Shipping| NFL Jerseys China: Authentic Quality Cheap Jerseys

Crítica: Gigantes de Aço (Real Steel)

Desde que soube desse projeto e vi as primeiras imagens fiquei animado, achava que poderia dar uma boa diversão. O grande acerto do filme foi enfatizar nas relações entre as pessoas por trás dos ringues e deixar espaço para o jovem Dakota Goyo conquistar a platéia. O garoto é o grande achado desta produção e consegue cativar o espectador em quase todas as cenas em que esta envolvido.

A direção do longa coube a Shawn Levy que tem no currículo as comédias Uma Noite no Museu (os dois filmes) e Uma Noite Fora de Série. Levy tentou construir um filme para a família e acertou no tom durante toda a projeção, os dramas estão presentes assim como as piadas mas nada de exageros. Outra aposta acertada foi a escolha de Hugh Jackman (X-Men – Primeira Classe, O Grande Truque) como protagonista, como sempre o nosso “mutante” preferido manda muito bem em um papel que nem exige muito de seu talento. Para completar o trio principal a aposta foi Evangeline Lilly (Guerra ao Terror), vindo da TV e uma das protagonistas do mega-sucesso Lost ela finalmente vai tendo oportunidade em produção para o cinema.

O filme passa em um futuro próximo, e acompanha Charlie Kenton (Jackman), um lutador de boxe frustrado após o esporte se tornar uma modalidade de alta-tecnologia, sendo comandado por robôs altamente desenvolvidos. Ele abandona a profissão e começa a viver da venda de restos de robôs para o ferro velho. Quando sua vida parece ter encerrado, ele se reúne com seu filho para construir e treinar uma nova geração de robôs.

Gigantes de Aço realmente é um bom filme, muito divertido e conduzido no rítimo certo. Os efeitos especiais são muito bons, mas não são os únicos responsáveis pela qualidade desta projeção. Fiquei muito impressionado com a presença cativante do jovem Dakota Goyo (Thor) sem ele o filme perderia muito. Quem gosta de ação ou um programa para a família esta é uma boa oportunidade, um dos filmes mais divertidos do ano.

Nota: 9,0


Trailer: 

Categoria: Ação, Excelente, Resenhas de Filmes, Silvano Vianna

Sobre o autor ()

Um dos fundadores do Cinema Detalhado, sou psicólogo de formação e cinéfilo por opção. Assisto a qualquer tipo de filme, mas sou muito mais criterioso para recomenda-los.

Comentários (4)

Trackback URL | Comentários de RSS Feed

  1. Tiago Britto disse:

    Esse filme é a prova viva de que uma boa direção e atores carismáticos são elementos capazes de fazer um sucesso. O longa realmente é muito bom e uma das melhores produções do ano, que por sinal está bem fraquinho depois do Oscar.

    O menininho tomou o filme para si e fez a coisa acontecer. Coube a Jackman apenas acompanhar o sucesso do pequeno. Chego do cinema empolgado e feliz com uma produção capaz de mesclar, ação, aventura, drama, comédia e ficção.

    nota 9 mesmo!

  2. lidi disse:

    assisti o filme no cinema realmente um ótimo filme recomendo.
    O filme tem ação é engraçado e ao mesmo tempo emocionante. recomendadíssimo!

  3. João Linno disse:

    Cara, eu muito animado para ver esse filme. Quando vi o trailer fiquei admirado com a qualidade dos efeitos.

  4. renatocinema disse:

    Que bom que você gostou.

    Tinha curtido o trailer. Mas, sempre espero uma primeira análise.

    Vou conferir no cinema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *