cheap jerseys| wholesale jerseys| Cheap Jerseys Hot Sale For World Cup| Cheap NFL Jerseys Supply, Wholesale Jerseys China Free Shippi| Cheap authentic jerseys,Wholesale jerseys Quality Cheap Jerseys| Cheap China Jerseys From China Wholesale NFL Jerseys Free Shipping| Wholesale NFL Nike Jerseys Free Shipping For Sale Cheap | cheap jerseys from china:wholesale jerseys free shipping| Cheap China Jerseys From China Wholesale NFL Jerseys Free Shipping| NFL Jerseys China: Authentic Quality Cheap Jerseys

Resenha de Seriado: Lost!

Bom, um colega meu sugeriu que eu fizesse um especial para o dia especial que é hoje. Concordo que este é um Blog para falar de cinema, mas estamos falando do final do maior seriado já produzido pela televisão. Para aqueles que acompanham, já sabem que hoje foi o dia que acabou Lost.
Só leia isso se você acompanhou a série, é um resumo muito resumido do que realmente aconteceu. Ainda não falo do final! Então se você viu até o penúltimo episódio pode ler tranqüilo.
Acompanho este trabalho há 6 anos e vou aborda-lo aqui como se fosse um filme gigantesco, observando seu inicio meio e fim. Todos sabem que tudo começa quando um avião cai numa ilha que pouco a pouco vai se mostrando ser um pouco diferente. Nela vemos ursos polares, pessoas paraplégicas voltam a andar, pessoas com câncer se curam e coisas muito estranhas acontecem. A primeira temporada gira em torno do conhecimento do terreno em que eles se encontram e sobre uma escotilha encontrada. Na segunda temporada conhecemos esta escotilha e a parte de trás do avião, tomamos conhecimentos dos “outros” e alguns personagens chaves aparecem. Na terceira temporada, e para mim a mais fraca de todas, os outros fazem dos mocinhos prisioneiros e um tal de “brother” começa a ter visões do futuro…a coisa fica complicada com a chegada de um carqueiro misterioso. A quarta temporada é marcada pelos flashs fowards onde vemos a vida de alguns dos nossos hérois após um possível resgate…na ilha as pessoas tentam ir embora e muitos encontram dificuldades, pois Locke e Ben não permitem isso…Chega a hora em que a ilha muda de lugar!!! A quinta temporada é da busca pela estabilidade da ilha, as pessoas não param de viajar no tempo e com isso conhecemos sobre a iniciativa Dharma e sobre a bomba de hidrogênio que salvará a todos. Na sexta temporada conhecemos a realidade paralela e vemos como seriam as vidas dos personagens sem a queda do avião, conhecemos mais sobre Jacob e o Homem de Preto e temos as repostas que tanto esperávamos…Lógico que ficaram coisas abertas, mas o grande mistério foi solucionado.
Só leia se já viu o final!!!
 
Certo, acabei de ver o final e quero expor o que eu entendi. Primeiramente gostaria de deixar minha opinião ao dizer que acho muito difícil agradar a todo mundo e sinceramente é muito importante seguir toda a linha de raciocínio que acompanha-nos durante muitos anos. O episódio final é marcado por muitos encontros e lembranças no mundo alternativo, enquanto temos esses flashs do passado, na ilha vemos a batalha final entre Jack e Flocke, entendemos qual seria a grande importância de Desmond, entendemos como era possível vencer a fumaça negro e vivemos a expectativa de ver todos indo para casa no avião de Ajira. Tudo caminhou de uma forma muito bem trabalhada e pouco a pouco vamos chegando no inevitável. O pai de Jack é o incumbido de informar que diabos aconteceu com os losties e como eles foram parar nesse universo paralelo. A grande verdade é que a realidade paralela foi criada pelos sobreviventes do seriado. Na quinta temporada há a explosão da bomba de hidrogênio que cria o mundo alternativo. Para estar neste mundo a pessoa precisaria estar morta… e é assim que descobrimos que todos morreram. Todos estavam mortos desde o inicio? Não! Cada um foi morrendo em seu devido tempo e aos poucos foram vivenciando o paraíso. A grande prova disso está em Ben se recusar a entrar na igreja, pois ainda tinha coisas a fazer. Vemos o avião da Ajira destruído no final, confirmando a morte daqueles que ali estavam nele e sabemos da morte de Hurley ao ele se intitular de número 1 e chamar Ben de número 2. O que eles precisavam para finalmente “passarem adiante”? Esquecer…e é isso que Desmond tanto batalhou.
Os roteiristas mentiram ao dizer que ninguém estava morto? Não! naquele momento estavam vivos e ainda iriam morrer. Foi a melhor explicação e o final perfeito? Não! Mas foi um final que manteve a linha de raciocínio de um seriado maravilhoso! E que apesar de não agradar a muitos..Me agradou.
Nota do Seriado: 9
Nota do Final:7
 
Nota primeira temporada: 10
Nota Segunda temporada: 9
Nota Terceira temporada: 7
Nota Quarta temporada: 9
Nota Quinta temporada: 10
Nota Sexta temporada:9
 
 

Categoria: Box-Colunas, Resenhas de Seriados, Tiago Britto

Sobre o autor ()

Comentários (1)

Trackback URL | Comentários de RSS Feed

  1. gabriel disse:

    lost me decepcionou no final… mas isso é são opiniões variadas… eles brincaram tanto com a física que hipotese 1: Ou não encontraram uma forma de explicar ao público uma física tão profunda pós-eisteniana,Hipotese 2 : Se complicaram tanto com a física e os conceitos trabalhados que a abandonaram e não conseguiram mais saber o que estavam fazendo, hipotese 3- A ironia de lost é ser lost até para os proprios roteiristas (o que inteligentemente foi dito pelo monstro de fumaça ” É uma grande brincadeira, uma ironia não existe um porque”
    Por isso lost pode ser grandioso ou piada de muito mal gosto… ao gosto do freguês…. eu não gostei

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *